segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

União Europeia recomenda corte de 40% nas emissões de CO2 até 2030

A Comissão Europeia recomendou nesta quarta-feira (22) que os Estados-membros reduzam em 40% as emissões de gases de efeito estufa da União Europeia para 2030 e elevem a proporção de renováveis a 27%.

A decisão de seguir estas recomendações está agora nas mãos dos líderes europeus, que deverão se pronunciar na cúpula de 20 e 21 de março em Bruxelas. "A ação pelo clima é crucial para o futuro de nosso planeta, enquanto uma autêntica política energética é chave para nossa competitividade", indicou o presidente da Comissão, José Manuel Durão Barroso, em um comunicado.

Os objetivos fixados pela Comissão foram alvo de árduas negociações, sendo que alguns dos países-membros, como Grã-Bretanha, Espanha ou França, buscavam limitar em 27% a parte das energias renováveis e que este objetivo não fosse vinculante por país. O compromisso chegou sob a forma de um objetivo vinculante global para a União Europeia.

O terceiro objetivo é a eficiência energética, para o qual não foi fixado um número, e a Comissão se limita a evocar suas ambições renovadas no tema. Isto para que a indústria europeia não seja ainda mais prejudicada em sua competitividade.


Neste pacote, a Comissão também enumerou uma série de recomendações para a exploração e extração de hidrocarbonetos não convencionais, renunciando a elaborar um marco legal europeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário