quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Casas ecológicas são mais frescas e econômicas no verão

Reaproveitamento de recursos naturais, arquitetura inteligente e tecnologia wood frame garantem temperatura amena dentro de casas sustentáveis. A construção sustentável veio pra ficar e é a grande tendência mundial da engenharia civil no mundo.

No Brasil as casas verdes são realidade e vêm facilitando a vida de várias famílias, principalmente agora na temporada de verão. Além de trazer conceitos inovadores de sustentabilidade, com a utilização do sistema construtivo Tecverde que tem como base o wood frame, traz economia para o meio ambiente e para o bolso.
“As casas possuem isolamento térmico e acústico integral: paredes, lajes e coberturas. Isso resulta em conforto e economia com energia para climatização”, explica Caio Bonatto, diretor geral da Tecverde Engenharia, pioneira nessa tecnologia no Brasil.
Além disso, o próprio projeto arquitetônico é também pensado para ter um melhor aproveitamento térmico, sensação de espaço e melhor luminosidade. “Desde o projeto arquitetônico adotamos estratégias sustentáveis de desenho proporcionando plantas otimizadas, iluminação natural abundante e ventilação cruzada. Com isso as casas Tecverde consomem até 50% menos energia em climatização por sua elevada eficiência térmico-acústica”, explica o arquiteto Pedro Moreira, coordenador técnico da Tecverde. As casas também podem ter a opção da utilização de teto verde, no qual a grama substitui o telhado convencional, ajudando assim na diminuição da temperatura interna das casas.
As casas Tecverde são inovadoras ao trazer e adaptar pela primeira vez ao Brasil a tecnologia wood frame que industrializa o processo construtivo reduzindo os desperdícios em até 85% e as emissões de CO2 em até 80%. Tornou-se referencia em construção sustentável no país, com projeto premiado pela ONU, recebeu o prêmio internacional Hermès de l’Innovation, foi selecionada como empresa Endeavor, entre outras grandes conquistas.

ECONOMIA VERDE: REUTILIZAÇÃO
Não podemos esquecer o reaproveitamento dos recursos naturais que as casas verdes oferecem. Durante o verão as chuvas são constantes, o que torna a captação e reutilização da água da chuva mais intensa, “a água da chuva pode ser usada também para reutilização nos banheiros e para regar o jardim, lavar o carro, abastecer a piscina, sem desperdícios e com total aproveitamento”, fala Caio.
O sol também é explorado ao máximo nesta época do ano por meio dos painéis solares para aquecimento da água ou geração de energia fotovoltaica. “Procuramos, sempre que possível, utilizar materiais de baixo impacto ambiental, que utilizam matéria-prima renovável ou reciclada e que sejam duráveis e exijam baixa manutenção. Além disso, investimos em louças e metais com economizadores de vazão de água”, completa Pedro.

http://www.brasilengenharia.com/portal/noticias/destaque/7575-casas-ecologicas-sao-mais-frescas-e-economicas-no-verao

Nenhum comentário:

Postar um comentário