sexta-feira, 10 de maio de 2013

Site referência em tecnologia lança cursos on-line


TechCrunch, uma das maiores referências do mundo na produção de notícias sobre tecnologia e sobre o mundo das startups, também entrou na onda dos cursos online. O site anunciou ontem a CrunchU, uma espécie de universidade informal que reúne cursos voltados para empreendedores e amantes da tecnologia. Existem 30 opções disponíveis, que vão desde aulas de liderança até fundamentos da programação para não programadores. “O aprendizado nunca para, ainda mais em um universo tão competitivo quanto o nosso”, afirmou Ned Desmond, diretor de operações do TechCrunch, no lançamento.
Os cursos são oferecidos via Udemy, plataforma de ensino online que, com suas funcionalidades, permite que tanto instituições quanto indivíduos ofereçam cursos virtuais. “Com a CrunchU, o TechCrunch adere ao movimento de democratização da educação”, disse Dinesh Thiru, vice-presidente de marketing da plataforma. As aulas não são gratuitas, mas são mais baratas do que em formatos tradicionais. Os preços dos variam de US$ 19 a US$ 500. Quem se matricular até dia 18 de maio recebe desconto de 50%.
“Tanto para desenvolvimento profissional quanto para enriquecimento pessoal, a CrunchU oferece uma oportunidade incrível. Quem gosta de tecnologia pode aprender com algumas das melhores mentes do universo da tecnologia e das startups”, afirmou Desmond. Os cursos curados pelo TechCrunch e ministrados por seus parceiros. Por enquanto. No post em que anunciou que já era possível se matricular nas aulas, Desmond contou que o TechCrunch já pensa em lançar cursos próprios. A cada quatro meses, novas opções serão disponibilizadas.
Empreendedores, geekies e quem mais quiser
O perfil dos cursos, diz Desmond, está muito voltado ao perfil dos visitantes do TechCrunch, mas não só. “Nós temos uma certa inclinação para startups, claro, mas trazemos um mix delicioso de outros cursos também, como iniciações em Android e iOS, [as linguagens de programação] Ruby e jQuery, assim como gamificação e programação para não programadores, SEO [como ser mais facilmente encontrado em mecanismos de busca na internet] e, no caso de você só querer se divertir, fotografia digital”, disse o diretor do TechCrunch.
Em comum, ressalta ele, todos têm um viés prático. “A ideia de oferecer cursos práticos foi muito bem aceita”, comemorou Desmond. Ele não está errado. De ontem para hoje, o curso Captando recurso para startups, que custa US$ 9 (no preço promocional) já tem 3.230 inscritos; o Programação Ruby para iniciantes, a US$ 49 (também no valor especial) atraiu 3.487 interessados; o campeão de matrículas até agora, Criando design responsível para web, já conta com 3.844 inscrições e custa US$ 75 até semana que vem.
Confira a lista completa de cursos. Todos são em inglês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário