quinta-feira, 1 de novembro de 2012

INB inaugura enriquecedora de urânio

A Fábrica de Combustível Nuclear (FCN), das Indústrias Nucleares do Brasil (INB), completou 30 anos do primeiro elemento combustível nuclear produzido para geração de energia elétrica na fábrica instalada em Resende. Para comemorar, a usina inaugurou oficialmente o primeiro módulo da unidade de enriquecimento de urânio. O evento contou com a presença de funcionários, autoridades, empresas e entidades do setor nuclear. 

A INB é uma empresa estatal, vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI, responsável pela produção do combustível nuclear para a geração de energia elétrica, que vão desde a mineração de urânio e seu beneficiamento primário até a produção e montagem dos elementos combustíveis que acionam os reatores das usinas: Angra 1 e 2.

O presidente da Eletronuclear, responsável pelas usinas nucleares da Costa Verde, Othon Luiz Pinheiro da Silva, comentou a importância da inauguração da unidade de enriquecimento nuclear, já que a INB é a principal fornecedora de combustível nuclear para as usinas.

- Se você tiver um automóvel, você vai ficar muito satisfeito em saber que tem gasolina, e a empresa que produz esse combustível faz isso bem. É a mesma situação hoje. Eu sou, digamos, que trabalha na empresa equivalente ao automóvel - a Central Nuclear, e a INB é quem produz o combustível para nós. Esse evento para mim é muito importante porque quem precisa do combustível sabe que quem produz, faz com boa tecnologia e nos dá uma independência de não precisar ir lá fora para depois usar aqui - declarou.

- Esse é um evento muito importante, só tem três países (Brasil, Rússia, EUA) no mundo que tem reserva de urânio e a tecnologia do processamento, o Brasil é um deles. Então, para quem usa o combustível ver isso, é muito importante - frisou.

Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/1,64856,INB-inaugura-enriquecedora-de-uranio.html#ixzz2AzCHQ0Jx

Nenhum comentário:

Postar um comentário