terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Brasil passa a contar com laboratório científico na Antártica

Criosfera 1 vai permitir melhorar previsões meteorológicas e dados serão usados em estudos sobre mudanças climáticas

Um laboratório automatizado e sustentável para estudos atmosféricos foi instalado e está funcionamento a 670 quilômetros do Polo Sul Geográfico, como resultado da Expedição Criosfera. A expedição foi concebida e realizada pela comunidade científica nacional com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). O módulo, batizado de Criosfera 1, já transmite via satélite dados meteorológicos e da química atmosférica diretamente para o Brasil.
As informações geradas pelo laboratório permitem melhorar as previsões meteorológicas no País e, ainda, vão colaborar para estudos sobre o impacto das mudanças do clima. O Criosfera 1 mede a concentração do CO 2 (dióxido de carbono, principal gás de efeito estufa), por exemplo, um dado para comparar com as medições realizadas em outros lugares remotos do mundo.
O laboratório é um marco do Programa Antártico Brasileiro (Proantar). O Brasil passa a ter um laboratório científico no interior da Antártica, ampliando a área geográfica de atuação do Proantar em mais de 4 milhões de km².

Equipe - A missão interdisciplinar envolveu 17 pesquisadores de sete instituições nacionais e duas chilenas. A expedição chegou à Antártica em 17 de dezembro, o módulo laboratorial foi inaugurado em 12 de janeiro e, na  segunda-feira (23), aconteceu o embarque dos equipamentos usados.

Fonte: http://www.pantanalnews.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário